Mogi das Cruzes
Mogi das Cruzes
Suzano
Bititiba Mirim
Segunda à Sexta das 9h00 às 17h00 Rua Profa. Leonor de Oliveira Melo, 94 Jd. Santista
Segunda à Sexta das 9h00 às 17h00 Rua Sara Cooper, 484 Jd. Santa Helena
Plantão Sexta, informações: 11 4724-9724 Rodovia Alfredo Rolim de Moura, 190, sala 1
Mogi das Cruzes
Suzano
Bititiba Mirim

Seguro desemprego Sincomerciários

É o beneficio pago a todo trabalhador registrado em carteira e que tenha sido dispensado sem justa causa.

BENEFÍCIO PAGO AOS SEGURADOS EMPREGADOS, EXCETO OS DOMÉSTICOS

VALOR DO SEGURO DESEMPREGO 2021

O seguro-desemprego é um benefício destinado ao trabalhador para que ele possa se manter durante o período em que estiver em busca de novas oportunidades para voltar ao mercado. O pagamento é feito de forma temporária.
Em 2021, o valor máximo das parcelas passaram a ser de R$ 1.911,84. O benefício máximo aumentou em R$ 98,81 em relação ao valor antigo que era de R$ 1.813,03 Neste ano de 2021, o valor máximo das parcelas passou a ser de R$1.911,84. Sendo assim, o benefício máximo aumentou em R$98,81 em relação ao valor antigo que era de R$1.813,03.
O novo teto será pago para os trabalhadores com salário médio acima de R$ 2.811,60.
Esse valor será pago para quem ainda irá solicitar o benefício e também para aqueles que já foram liberados. Nesse caso, haverá uma correção nas parcelas que faltam e que serão emitidas após a validação do reajuste.

O que é o seguro desemprego

O Seguro-Desemprego é um benefício integrante da seguridade social que tem por objetivo, além de prover assistência financeira temporária ao trabalhador desempregado sem justa causa, auxiliá-lo na manutenção e na busca de emprego, promovendo para tanto, ações integradas de orientação, recolocação e qualificação profissional. (portal.mte.gov.br).

Quem tem direito ao seguro desemprego

Tem direito ao seguro desemprego o trabalhador que:
For dispensado sem justa causa;
Recebeu salários consecutivos nos 06 (seis) meses anteriores à data da dispensa;
For empregado de Pessoa Jurídica ou Física equiparada a Jurídica, no mínimo, 12 (doze) meses nos últimos 36 (trinta e seis) meses que antecederam à data da dispensa que deu Origem ao requerimento;
Não estar em gozo de benefício de prestação continuada da Previdência Social, exceto o auxílio acidente, pensão por morte e auxílio reclusão;
Não possui renda própria, (considera-se renda própria o valor igual ou superior ao salário mínimo).

QUANTIDADE DE PARCELAS

O seguro desemprego é pago de 3 a 5 parcelas, de forma contínua ou alternada, a cada período aquisitivo de dezesseis meses, conforme a seguinte relação:

Na 1ª primeira solicitação

4 (quatro) parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de, no mínimo, 12 (doze) meses e, no máximo, 23 (vinte e três) meses; ou 5 (cinco) parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de, no mínimo, 24 (vinte e quatro) meses.

Na 2ª solicitação

3 (três) parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 9 (nove) meses e, no máximo, 11 (onze) meses; 4 (quatro) parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de, no mínimo, 12 (doze) meses e, no máximo, 23 (vinte e três) meses; ou 5 (cinco) parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de, no mínimo, 24 (vinte e quatro) meses.

A partir da 3ª solicitação

3 (três) parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de, no mínimo, 6 (seis) meses e, no máximo, 11 (onze) meses; 4 (quatro) parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de, no mínimo, 12 (doze) meses e, no máximo, 23 (vinte e três) meses; ou 5 (cinco) parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de, no mínimo, 24 (vinte e quatro) meses.

CONFORME REDAÇÃO DA LEI 13.134 DE 16 DE JUNHO DE 2015

Prazo para requerer o benefício

O prazo para requerer o benefício é de 120 (cento e vinte) dias corridos subsequentes à data da dispensa, tendo uma carência de 07 (sete) dias, também, subsequentes a esta. O prazo para trabalhadores com reclamatória trabalhista é de 120 dias a contar da data da sentença judicial ou da homologação do acordo.

Documentos necessários

Requerimento do Seguro-Desemprego, (vias verde e marrom)

PIS/PASEP/NIT;
CPF;
CTPS;
TRCT – Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho;
Carteira de Identidade ou outro documento de identificação;
Três últimos contracheques.

Como requerer o seguro desemprego

O beneficio deve ser requerido nas Agências do Trabalhador (Postos do SINE) e na Superintendência Regional do Trabalho-SRTE (antiga DRT). O trabalhador deve levar o requerimento do seguro desemprego e todos os documentos citados anteriormente.
Para receber o seguro desemprego o trabalhador deve ser dirigir a qualquer Agencia da Caixa Econômica, Casa Lotérica ou Correspondente Caixa Aqui, lembrando que quem não possui cartão cidadão só poderá fazer o saque na agencia da Caixa.